Say Hello!
Sê bem-vindo a Sydney Harbor!

Sydney é uma cidade com sol, calor e diversão, mas como em todas as cidades, há sempre um lado negro que espreita. Turista, residente ou apenas de passagem, é melhor ter cuidado ao passar pela cidade mais sedutora da Austrália.

Navegação
Últimos assuntos
» Academia de Dança
27.08.18 16:02 por Daisy Stylinson

» Casa
03.08.18 19:27 por Selena Logde

» Quarto do Reece
03.08.18 19:23 por Alison Kennedy

» Oficina
14.02.18 22:16 por Daisy Stylinson

» Starbucks
25.12.17 22:48 por Daisy Stylinson

» Pub
25.12.17 14:28 por Noah Walker

» Casa
24.12.17 12:29 por Reece Kennedy

» [B.I] Charlotte Cooper
22.12.17 22:50 por Charlotte Cooper

» Apartamento
22.12.17 22:40 por Daisy Stylinson


Quarto do Denis

Ir em baixo

Quarto do Denis

Mensagem por Roy Denis em 30.08.17 19:17

avatar
Roy Denis


About Me
Idade: 22
Profissão: Estudante
Skills: Artista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto do Denis

Mensagem por Roy Denis em 01.09.17 20:06

Entrei no apartamento com um suspiro. O dia tinha sido mais cansativo psicologicamente do que fisicamente, mas estava tão cansado como se tivesse ido correr a maratona. Ainda tive que subir as escadas até ao sétimo andar, já que o elevador estava mais uma vez estragado, até entrar finalmente em casa, satisfeito pela minha mãe não estar acordada na sala. Andei até ao meu quarto e deixei-me cair na cama, ainda a pensar na discussão que tinha tido com Essie. Sabia que também precisava de esclarecer as coisas com Chloe e o marido, mas ia ser mais fácil com eles, não porque estivessem menos chateados, mas porque com Alessia, depois de tudo o que tínhamos passado, custava mais ouvir o que ela tinha a dizer.
- Como foi o casamento? - A voz assustou-me e fez-me levantar de imediato. Era apenas a minha mãe, mas andava tão tenso e assustadiço que qualquer movimento diferente fazia os meus instintos disparar. - Como foi ver os teus amigos?
- Bom.
- Respondi para as suas duas perguntas. Apesar de continuarmos próximos, a nossa relação tinha-se deteriorado depois de 5 anos sem me contar a verdade. Eu tinha tentado tanto, tanto mas tanto, quase que me ajoelhara para me contarem o que se tinha passado, mas eles diziam-me que era melhor não saber de nada, que a ignorância me ia proteger. Não tinha protegido o meu irmão, isso era certo.
- Vieste com a Alessia. - Fechei os olhos, sabia que era bom de mais ela não ter estado a dormir. - Roy... eu sei que não queres que eu fale nisto, mas...
- Sim, já sabes, não vamos discutir outra vez, por favor.
- Pedi. - Não compreendo o teu ódio pelos Campbell, mas também não quero saber. Estou finalmente nesta cidade, sou maior de idade, vou fazer o que quiser. - Comecei a tirar a camisa e apontei para a porta. - Quero dormir.

---------- ❉ ----------

avatar
Roy Denis


About Me
Idade: 22
Profissão: Estudante
Skills: Artista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto do Denis

Mensagem por Roy Denis em 05.09.17 23:41

Quase nem vi o caminho até casa, a minha mente estava ocupada em focar-se no que tinha acabado de acontecer, em vez da estrada. Fui contra algumas pessoas, balbuciando um pedido de desculpas às que se mostravam mais ofendidas, e acabei por fazer o caminho todo a pé. Já passava da hora do almoço quando cheguei a casa. A minha mãe, como já era de esperar, nem se levantara para fazer a refeição, preferia estar trancada no quarto, com medo de quem pudesse aparecer.
Assim que me ouviu chegar, espreitou por um buraco.
- Olá, mãe. - Murmurei, abrindo a porta do meu quarto e sentando-me em cima da cama, já sabendo que ela viria falar comigo.
- O que é essa carinha? - Perguntou-me, encostando-se à ombreira da porta.
- São os resultados das vossas ações. - Respondei, nem me dignando a poupá-la. Ela estava num estado que não conseguia ouvir nada, tinha que ter cuidado com a minha língua para ela não se partir numa histérica. Perguntava-me se era isso que também me estava a acontecer, estava a tornar-me na minha mãe. - Vocês arruinaram a minha vida - murmurei, esfregando a cara com ambas as mãos, como se quisesse arrancar a pele. - Sabes o que é que as pessoas dizem? - Perguntou, mais alto. - Que fugimos porque andávamos metidos em coisas ilegais, que o pai matou uma pessoa! - Levantei-me, aproximando-me da sua expressão, ela estava aterrorizada por minha causa. - É verdade? O que é que ele fez? - Perguntei, abanando-a. A minha voz era elevada, mas não tanto para se tornar perigosa. - Só quero que me digas o que é que ele fez, mãe. Só isso!
- Larga-me, Evan.
- Parei, ela tinha razão, aquele era Evan Dun, aquele que só queria gritar e bater em alguma coisa. Mordi o lábio com força e afastei-me.
- Vê se comes alguma coisa - agarrei na maçaneta da porta. - Sai, quero ficar sozinho. - Pedi. Felizmente, e como esperando, ela afastou-se e eu pude fechar a porta.



---------- ❉ ----------

avatar
Roy Denis


About Me
Idade: 22
Profissão: Estudante
Skills: Artista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto do Denis

Mensagem por Roy Denis em 06.09.17 0:07

No dia seguinte acordei cedo. Ainda fiquei deitado, a olhar o dia pela janela. Mesmo do sétimo andar conseguia ver as pessoas a andar de um lado para o outro, umas com pressa de chegar ao trabalho, outras apenas com vontade de passear. Fechei os olhos de novo e esfreguei os olhos, saindo da cama lentamente, ainda meio adormecido e a recordar-me do que tinha acontecido no dia anterior.
Fui até à casa de banho, tomando um banho rápido só para não cheirar mal e lavando os dentes no processo. Olhei-me ao espelho apenas por meros segundos; muitas das vezes não conseguia nem aguentar o meu próprio reflexo. Deixei o meu cabelo secar naturalmente e tive que ficar a pensar no que iria comer. Não tinha apetite nem fome, mas isso já era o natural. Peguei num pacote de leite, mas quando fui buscar uma taça para colocar a aquecer, reparei num papel que estava em cima da mesa. Roy, era o que dizia. Pousei o que tinha em mãos e aproximei-me do papel, já com o corpo a tremer.

Desculpa.
Eu nunca quis voltar, sinto-me fraca e perseguida, não imaginas o quão perigoso é este sítio. Nunca te contei nada por isso mesmo, mais vale estares num sítio sem saber o que se passa, do que as pessoas perceberem que sabes de tudo e atacarem-te a ti. Ficas melhor e mais protegido sem mim.
Acredita quando te digo, os Campbell não são o que parecem, fica longe. Pelo teu bem, pelo meu.
Eu amo-te com todo o meu coração, Roy. Desculpa-me.
P.S.: Queima esta carta.


A letra estava tremida e a tinta manchada. As minhas próprias mãos também tremiam e o sangue fugira-me do corpo. Não... Puxei uma cadeira para me sentar e olhei em volta. A porta do seu quarto estava aberta, era verdade, ela tinha fugido.
Inconscientemente, as minhas mãos foram parar ao meu telemóvel e quando dei por mim liguei a Alessia, que felizmente não tinha mudado de número. Juntei as sobrancelhas, ao perceber o que estava a fazer, e desliguei, mandando-o para longe. Os Campbell não são o que parecem? Não era a primeira vez que ela me dizia para me afastar de Alessia, mas era a primeira vez que aquilo me parecia uma pista.





---------- ❉ ----------

avatar
Roy Denis


About Me
Idade: 22
Profissão: Estudante
Skills: Artista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto do Denis

Mensagem por Alessia Campbell em 06.09.17 0:12

Quando acordei pela manhã, senti-me confusa por me encontrar na sala. Apesar de eu ser pequena, sentia algumas dores por me ter deitado numa posição tão desconfortável.
Num som longínquo, distingui o som do meu telemóvel a tocar. 
Oh, fora isso que me acordara.
Levantei-me calmamente, para evitar uma tontura, e, quando finalmente encontrei o meu telemóvel, perdido na cama, no meu quarto, peguei no aparelho e vi uma chamada não atendida de Roy.
Engoli em seco. Aparentemente, ele conseguia recuperar o seu velho número - ou nunca o tinha mudado.
Tentei ligar-lhe de volta enquanto preparava algo rápido para tomar de pequeno almoço. Ele não atendia.
Tentei novamente e nada.
E novamente.
Que raio? Ele ligava-me e depois não me atendia?
E porquê que eu deveria estar assim tão preocupada, principalmente depois da forma como ele tinha simplesmente sumido ontem?
Suspirei e decidi comer rapidamente, tentando ligar outra vez para o seu telemóvel. Acabei por decidir desistir, já que o melhor seria passar por sua casa e ver se ele se encontrava por lá.
Depois do pequeno almoço, fui tomar um duche e vesti-me, tentando novamente ligar-lhe, mesmo estando com a escova de dentes na boca. Só queria que ele atendesse...
Cinco chamadas. Nenhuma resposta.
Começava a ficar seriamente preocupada. A menos que ele me tivesse ligado por engano e estivesse a dormir, alguma coisa poderia estar a acontecer.
Foi com esse pensamento que saí de casa, trancando a porta rapidamente. Não tive paciência para esperar pelo elevador, pelo que desci as escadas a correr, em direção às garagens.
Depois de pegar no meu carro, saí para as ruas de Sydney, revirando os olhos com todo aquele trânsito matinal.
Quando finalmente cheguei ao seu prédio, estacionei o carro no primeiro espaço livre que encontrei e corri as escadas, aproveitando a porta que fora deixada aberta. Assim que cheguei ao sétimo andar, parei e abanei a cabeça, preocupada, ao ver a porta da entrada aberta.
- Roy? - chamei, engolindo em seco, depois de pegar no spray que andava sempre na minha mala. Manias do meu pai. - Roy, vou entrar. - disse mais alto, pousando um pé dentro de casa e vendo se ouvia alguma coisa. Nada.
Fechei a porta silenciosamente e percorri parte do corredor.
- Roy? Onde é que estás? Porquê que me ligaste? - questionei para o ar, não sabendo bem onde começar a procurar, já que eu não conhecia a casa.

---------- ❉ ----------

Families keep secrets.
♡ Home ♡ Telemóvel  To you 
avatar
Alessia Campbell


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto do Denis

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum